quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Hoje Deus me visitou. 

A luz estava apagada, mas intuí que foi Ele que entrou e se assentou no chão do meu coração. Ele não disse muita coisa, aliás, ele não falou nada, mas me trouxe à memória algumas realidades das quais eu precisava me lembrar...

Andamos preocupados em ganhar o mundo enquanto despreocupados perdemos a alma, a calma, a paz... andamos ansiosos querendo solucionar nossas crises interiores, mas nos esquecemos facilmente de que nossos valores não está no quão bem resolvidos e corajosos e bem sucedidos somos, mas no quão dependente dEle somos capazes de ser, ao ponto de descansar enquanto tudo mais é confusão e medo. 

Ele me fez ver gente que eu olho de pressa... a gente tá sempre olhando com pressa pra quem não é a gente. Isso é tão triste, né!? E é triste nos darmos conta de que somos assim, tão aí pra nós e nem aí pra todo o resto... Que Ele nos perdoe, e nos olhe devagar, compreendendo que ainda falta muito pra chegar lá, mas que queremos vencer a nossa mediocridade em buscar ser quem Ele quer que a gente seja! 

Hoje Deus me visitou e me lembrou que de todas as promessas que Ele me fez, a mais importante é que Ele salvaria a minha casa e toda a minha descendência! Que Ele gosta de ser família. Gosta de almoço de domingo, mesa cheia, gente falando alto... e me  recordou que a vida é um sopro, que as pessoas envelhecem, ou adoecem, ou ainda, antes disso, partem sem dizer adeus. São finitas, porém infinitamente valiosas! 

Ele me recordou de que se andamos com Ele como dizemos andar, insistindo em dizer que o conhecemos, precisamos falar mais mansamente como Ele. Dar mais atenção ao que Ele dá... precisamos ser mais parecidos com Ele, afinal! 

Ele me visitou, me mostrou mais algumas coisas que andavam fora do lugar e me recordou de que apesar disso Ele ainda é o Deus que da ordem ao caos! Que fala e cria! Que soluciona e governa e ama, acima de todas as coisas, ama...Ama muito! Foi então que eu consegui entender que era Ele verdadeiramente quem estava aqui e, quando eu compreendi que era Ele, Ele entendeu que já podia ir já que agora então eu estava pronto pra dormir e descansar... E que amanhã seria outro dia, onde Ele me olharia devagar e amaria outra vez e me visitaria de novo... até que tudo esteja no lugar. Até que tudo esteja nEle!